Consultório da Dra. Nália

Consultório
Av. Cora de Carvalho, 1590
Entre R. Leopoldo Machado e R. Hamilton Silva
Telefone: 3224-2773

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Pivô não existe mais

Ainda bastante usado, o termo pivô já não faz mais parte da odontologia atual. A técnica foi aperfeiçoada e, após algumas alterações na estrutura do material, o pivô deixou de existir. Muitos ainda apresentam reconstruções bucais antigas com o pivô, mas atualmente ele não é mais confeccionado.

O pivô consistia de um pino unido a uma coroa dentária. Nas situações em que o dente apresentava-se destruído por fraturas (devido a cáries ou a traumas), a reconstrução dentária iniciava-se pelo tratamento de canal. Após finalizado, preparava-se um apoio na parte interna da raiz do dente e então procedia-se à moldagem. Vinha, então, do laboratório de prótese uma peça metálica que adentrava o apoio na raiz e saía para a boca com uma capa estética, imitando um dente natural. A essa peça metálica e estética dava-se o nome de pivô.

Entretanto, começaram a surgir alguns problemas com os pivôs como: fratura de raiz de dente, manchamento dentário e gengival, soltura da peça, dificuldades técnicas em dentes com mais de uma raiz e contra-indicações biomecânicas em dentes inclinados.

As fraturas de raiz ocorriam e ainda ocorrem nos pivôs antigos porque a peça metálica e estética tem uma dureza superior à dureza da estrutura dental. Assim, quando uma força mastigatória mais exacerbada é transmitida para o conjunto pivô+dente, o pivô aguenta, mas o dente fratura.

O manchamento dental e gengival se dá porque se trata de uma peça metálica, e era confeccionado com ligas metálicas antigas. Hoje há muitos trabalhos protéticos com metal no interior, mas as ligas são bem diferentes e modernas.

A soltura da peça era devido, na maioria das vezes, às dificuldades técnicas e contra-indicações em dentes inclinados. Dentes com mais de uma raiz precisam ter mais apoio interno, e o pivô não tinha a flexibilidade para se encaixar nas reentrâncias. E os dentes inclinados obrigavam os profissionais a executarem o pivô também inclinado. Nesses casos, a força de mastigação era transmitida incorretamente, prejudicando tanto a raiz do dente como o cimento (cola entre o pivô e a estrutura dental), facilitando a soltura da peça e as fraturas dentárias.

Entretanto, dentes extensamente destruídos continuam existindo hoje em dia. Mas agora o pivô (peça única) saiu de cena para entrar a coroa+pino (peça com duas partes diferentes). A sequência inicial do tratamento é a mesma: tratamento de canal, preparo da porção interna da raiz do dente para apoio e moldagem. Mas quando vem a peça do laboratório, ela só corresponde à parte interna do dente, sem apresentar a capa estética: é o pino. Esse pino é cimentado (colado) na raiz do dente e depois novo molde é feito para a confecção da coroa.

Hoje existem pinos metálicos e pinos estéticos, cada um com suas devidas indicações. As coroas que substituem a parte visível do dente também apresentam variedade de material, com ou sem metal. Somente um profissional competente e atualizado pode indicar os melhores materiais e utilizar as técnicas odontológicas mais modernas para as reconstruções dentárias e trocas dos antigos pivôs.

16 comentários:

  1. Olá uso uma ponte removivel com grampos,o que seguarava ela era um ultimo dente do lado esquerdo,e o canino direito, porém perdi o canino,ou seja minha protese esta segura em apenas um dente(ultimo)e ainda estou com uma falha do lado.Gostaria de saber se da pra colocar uma coroa+pino(antigo pivô)ela pode ajudar a segurar a protese?Por que ñ quero usar dentadura , quero mesmo a protese sobre implante, porém no momento não tenho condições.Aguardo resposta. Muito Obrigada

    ResponderExcluir
  2. za37: respondendo à sua pergunta, no local onde vc perdeu o canino não tem como colocar coroa+pino, pois há necessidade da raiz dentária para apoio. Então, o melhor seria fazer uma prótese total com o último dente ajudando no apoio. Esteticamente fica bem melhor se for bem executada, enquanto vc não faz os implantes. Obrigada.

    ResponderExcluir
  3. Muito Obrigada pela resposta.O dente que eu perdi ainda tem a raiz e foi tratado o canal, será que nesse caso pode ser possível?E no caso da protese total, ela pega o céu da boca?
    Obrigada novamente

    ResponderExcluir
  4. Tem que fazer uma avaliação clínica e radiográfica para saber se a raiz pode ser aproveitada. Quanto à prótese total, ela é a dentadura convencional,logo, cobre todo o céu da boca. Se quiser marcar uma consulta para avaliarmos a melhor opção para o seu caso, pode ligar no consultório a partir das 14h. Obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia. Tenho um canal que caiu. Fui no dentista, pos um tal de dente provisorio e disse que deveria fazer pivo. Pois bem lendo seu blog vejo desvantagens mecanicas no pivo, pois sempre perco obturacao no natal, qd mastigo sementes natalinas duras. Imagino perdendo a raiz do dente com esse tal de pivo. Nao posso ficar somente com o dente provisorio? Estetica nao me interessa, so funcionalidade. Obrigado.

      Excluir
  5. Dra.Nália, possuo um dente que foi feito restauração e por fim canal.Hoje ele está completamente escuro e com uma aparência feia.Depois de me consultar com alguns dentistas, uns me indicaram o precedimento de faceta e outros um tipo de bloco que envolve todo o dente e por fim me falaram que a única solução é o pivô.
    Diante de tanta opiniões diferentes, fico sem saber o que fazer e qual tratamento fazer de modo a conseguir devolta a aparência de um dente saudável.

    Marcos

    ResponderExcluir
  6. Dra. Tenho a mesma dúvida do meu colega ''Marcos'' acima, o que devo fazer para ''suavizar'' o amarelado escuro em um dente que passou por um procedimento de canal/obturação.

    ResponderExcluir
  7. O sistema único de saúde não faz restaurações, pelo que ouvi falar, somente extrações dentárias. Por isso que podemos dizer que no Brasil é onde existe a população mais desdentada do mundo?!!! o dentista é uma profissão somente para pessoas de classe privilegiada. A maioria da população não pode pagar um profissional da área, portanto terminam ficando sem dentes. E como conheço pessoas assim.!! Isso é muito triste. Lamentável que isso ocorra. obrigada pelo espaço concedido aos internautas. elaine

    ResponderExcluir
  8. Dra. Tenho Pivô num dente superior ao lado canino, a muito tempo, e uma vez por ano cai, tenho que voltar ao consultório para colar. O que eu poderia fazer para ficar fixo em definitivo.

    ResponderExcluir
  9. Ola.. Pensei em por um implante, Mas tenho a raiz, é necessário, eu por um implante?! ou tem outra opção? só que não quero ferro me incomodando e por estética mesmo.Gostaria de saber como posso aproveitar minha raiz?!

    Obrigada sem mais.

    ResponderExcluir
  10. Boa noite Dra. Nália. Fiz tratamento de canal e colocação de coroa+pino nos últimos dois dentes de trás superiores há mais ou menos 2 meses e venho desde então com sensibilidade entre eles quando escovo os dentes. No início reclamei para o dentista e ele tirou uma radiografia e mandou para a especialista. Ela disse que estava tudo normal.Mas a sensibilidade não passa. Outra coisa: o tratamento total durou de fevereiro até setembro de 2012, isso não é muito tempo? o tratamento de canal em si principalmente durou muitas sessões, e a especialista disse que era assim mesmo e que meu canal era muito complicado, tinha muitas ramificações, era muito estreito, não entendi direito.Isso existe? Ah, ela teve que fazer uma cirurgia durante meu tratamento de canal e eu fiquei 20 dias com o tratamento parado pela metade e com o provisório, isso pode ter prejudicado? muito obrigada pela sua atenção.

    ResponderExcluir
  11. Dra. Dúvidas: Eu fiz tratamento na raiz pra colocar um pino com uma coroa,só que o cirurgião me disse que tem necessidade de fazer uma pequena cirurgia na gengiva para expor a raiz pq esta enterrada na gengiva.
    Eu fiquei preocupada,será que realmente tem necessidade de fazer mesmo? Porque eu acho que se o trabalho do protétcio for bem feito,nao precisará,o outro dente ao lado,tbm vai colocar um pivô e a raiz tbm esta na gengiva e ele disse que nao precisa de cirurgia porque cada caso é um caso..

    ResponderExcluir
  12. Sobre os implantes, eu gostaria de saber se doi muito, qual o prazo de recuperação, e no caso de dentes tortos, decorrente de estreitamento palatal, eles são indicados.

    ResponderExcluir
  13. Dra. quanto custa em média esse tratamento para a troca do pivô para o atual coroa+pino?
    Aguardo atenciosamente.

    ResponderExcluir
  14. Olá. Dentes que serviram de base para uma ponte fixa podem ser restaurados novamente ou ser colocado coroa+pino?

    ResponderExcluir
  15. Ola, quebrei um dente um pouco abaixo da gengiva. tem como reconstruí-lo sem o uso de pinos ou tratamento de canal, utilizando apenas aquele material -massa- que os dentistas usam?

    ResponderExcluir